O País – A verdade como notícia

Zavala: um exemplo no seguimento de medidas preventivas da COVID-19

Ao contrário do que se vê em muitos pontos do país, na vila de Quissico, em Zavala, província de Inhambane, o uso de máscara na via pública é um utensílio de uso obrigatório e que todos o fazem.

Aliás, usam a máscara nas ruas, no mercado ou nos estabelecimentos comerciais e nem é preciso presença da polícia para o efeito.

Dizem que o fazem por consciência própria para a prevenção da COVID-19, de tal modo que não são só as autoridades que fazem a sensibilização.

É o caso de Ana, uma jovem que reside na vila de Quissico e revelou ao “O País” que, quando encontra alguém no chapa ou na rua sem máscara, o sensibiliza para usá-la.

Aliás, André, outro residente de Quissico, diz que o uso da máscara não deve ser feito apenas na presença de uma autoridade, mas sim deve ser encarado como uma medida necessária na prevenção da COVID-19.

No posto administrativo de Zandamela, ponto de entrada na província de Inhambane, as medidas de prevenção da COVID-19 foram reforçadas.

Segundo o administrador do distrito, Dário Machava, serão alocados mais homens àquele posto para garantir o rastreio de todas as pessoas que entram na província, através da lavagem das mãos, medição de temperatura e a desinfecção das viaturas de transporte de passageiros e de uso particular.

O distrito de Zavala registou, até ao momento, mais de 280 casos positivos da COVID-19, um dos mais altos da província de Inhambane e, desses, apenas sete é que estão activos.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos