O País – A verdade como notícia

Zambézia conta com projecto para desenvolvimento local

Foto: O País

As estradas da província da Zambézia têm-se mostrado pouco resilientes aos eventos ciclónicos que assolam aquela parcela do país, como foi no caso dos ciclones Ana e Gombe. As duas pontes sobre o rio Raraga, no distrito da Maganja da Costa, nomeadamente metálica e de betão, que ligam aquele distrito de Mocubela, ponte sobre o rio Mangrasse que liga Mocuba e distrito de Lugela são alguns dos vários exemplos.

Espera-se que o segundo compacto do Millennium Challenge Corporation (MCC), que vai incidir-se sobre três áreas de desenvolvimento agrário, de infra-estruturas e conectividades e mudanças climáticas, reverta o cenário.

O segundo compacto do MCC em Moçambique poderá ser implementando num valor igual ou superior a 500 milhões de dólares. De acordo com Kenneth Miller, director residente do MCC, espera-se que pelo menos um total de 16 estradas sejam intervencionadas no âmbito do projecto que vai durar cinco anos na Zambézia. Uma equipa de coordenação da parte moçambicana representada por Egino de Marrule, coordenador nacional do MCC, visitou distritos da província para apurar as preocupações da população sobre as áreas de interesse.

Nos vários encontros que as equipas de coordenação tiveram com os diversos actores em diferentes distritos, ficou claro que a degradação das estradas representa nó de estrangulamento para o desenvolvimento.

O segundo compacto foi anunciado oficialmente em Janeiro de 2020, aquando da visita do Presidente do Conselho de Administração do Millennium Challenge Corporation a Moçambique.

Neste momento, decorrem trabalhos de coordenação do projecto para dar lugar a negociações entre os Governos de Moçambique e dos Estados Unidos. Espera-se que seja assinado o segundo compacto em Julho de 2023.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos