O País – A verdade como notícia

Zambézia com nova portagem que custou 11 milhões de meticais

A Estrada Nacional número 11, que liga os distritos de Mocuba a Milange, cerca de 200 quilômetros, já conta com uma portagem. Para o efeito foram investidos perto de 11 milhões de meticais. A portagem em causa está inserida no Programa Auto Sustentado de Manutenção de Estradas (PROASME).

Na referida estrada circulam camiões pesados contendo cargas diversas que saem de Moçambique para o vizinho Malawi e vice-versa.

O delegado do Fundo de Estrada, na Zambézia, José Araújo, diz que a iniciativa visa garantir o auto sustento da estrada, construída há três anos. Os preços variam de 50 a 1000 meticais para veículos pesados com carga.

“Zambézia passa” a contar com “três portagens, todas elas no distrito de Mocuba. Elas visam preservar os investimentos feitos no sector de estrada para permitir manutenção eficaz”.

Os automobilistas concordam com aquela infra-estrutura, mas dizem que os preços são relativamente altos. “As portagens são bem-vindas, mas devo dizer que os preços são altos. Nós que fazemos o transporte de pessoas de um ponto para o outro, temos que pagar 200 meticais. Isso não satisfaz, porque muitas vezes até passamos vazios” disse Jaime Luís, um automobilista.

Em resposta, o delegado do Fundo de Estrada diz que a medida tarifária é irreversível, pois foi calculada na base de um estudo, fluxo dos carros e manutenção que poderá acarretar assim que a via precisar de intervenção.

A avaliar pelo fluxo dos carros, a portagem poderá arrecadar diariamente 40 mil meticais,  valor que irá reforçar no orçamento de manutenção de estrada na Zambézia.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos