O País – A verdade como notícia

Vodacom lança site para apoiar Pequenas e Médias Empresas nacionais

A Vodacom lançou, ontem, um portal a partir do qual as empresas nacionais podem apresentar os seus produtos e serviços para aquela operadora. Com a iniciativa, a empresa de telefonia pretende aumentar os gastos em aquisições locais de 12 para 30 por cento até 2025.

Trata-se de um novo serviço apresentado pela telefonia móvel Vodacom, através do qual as Pequenas e Médias Empresas podem cadastrar-se através de um site e apresentar à operadora os seus produtos e serviços, sem ter de se deslocar à sede da firma.

“Estamos cientes dos desafios que este segmento de empresas enfrenta na busca de oportunidades para o fornecimento de bens e serviços às grandes empresas que actuam no mercado nacional. As Pequenas e Médias Empresas são consideradas motores que impulsionam o desenvolvimento económico, no entanto enfrentam barreiras, como falta de acesso a oportunidades para fornecer bens e serviços às grandes empresas; falta de financiamento; fracas habilidades e competências de gestão; informação organizacional inadequada para a inclusão, bem como a percepção negativa segundo a qual as Pequenas e Médias Empresas não têm capacidade de fornecer serviços de qualidade”, iniciou Nuno Quelhas, PCA da Vodacom, para depois explicar as razões para apostar na iniciativa.

“Desenhámos e lançamos o presente Portal Digital de Fornecedores, a partir do qual queremos continuar a dar o nosso apoio a estas empresas, para que possam crescer em igualdade de oportunidades. Este portal online permite o pré-registo de empresas como potenciais fornecedoras de bens e serviços à Vodacom. Esta plataforma marca o primeiro passo de um conjunto de iniciativas de apoio que a Vodacom pretende levar a cabo, para ajudar no crescimento das Pequenas e Médias Empresas.”

Com esta iniciativa, a Vodacom diz pretender dar prioridade às empresas nacionais no fornecimento de bens e serviços. Mais do que isso, a operadora revelou que a iniciativa irá dar assessoria às empresas nacionais para que prestem serviços de qualidade.

“Acreditamos que, ligadas, através deste portal, as empresas têm a oportunidade de fornecer informações sobre o seu portfólio, aceder e actualizar os seus dados sempre que necessário sem as tradicionais barreiras administrativas, bem como criar condições para fornecerem bens e serviços à Vodacom. Dentro deste programa de apoio, queremos aumentar os gastos em aquisições locais, passando dos actuais 13 para 30 por cento em valor e atingir cerca de 300 fornecedores até 2025”

Presente na ocasião, o representante do Instituto para Promoção de Pequenas e Médias Empresas disse que a plataforma irá ajudar as firmas neste contexto de pandemia.

“Este acto é para nós um salto qualitativo no que tange à criação de oportunidades de negócios entre as PME e a Vodacom que vai alargar o leque de opções de negócios entre empreendedores que já se verifica há longos anos”, José Libombo destacou.

A plataforma já está acessível a todas as empresas que pretendem prestar serviços àquela operadora, sendo que esta garante que irá obedecer aos critérios claros e transparentes na selecção.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos