O País – A verdade como notícia

Vítimas do terrorismo em zonas inseguras e sem ajuda em Cabo Delgado

Algumas vítimas dos ataques terroristas na parte norte de Cabo Delgado estão sem ajuda humanitária devido à insegurança que obrigou a suspensão de todas as acções de solidariedade.

O facto foi confirmado pelo Departamento Americano de Assistência Humanitária, que aguarda a normalização da situação para retomar o apoio às famílias afectadas.

“É muito triste porque as organizações humanitárias suspenderam as suas actividades para não porem em risco a vida dos funcionários. Mas enquanto aguardamos a  normalização da situação, todas as acções foram direcionadas aos distritos do sul de Cabo Delgado e às províncias de Nampula e da Zambézia, onde foi acolhido maior número de deslocados”, explicou John Grabowiski, representante do Departamento de Assistência Humanitária da USAID em Moçambique.

Entretanto, apesar da suspensão das acções humanitárias na zona norte de Cabo Delgado, o governo americano reforçou o donativo para as zonas consideradas seguras, onde o número de deslocados tende a aumentar a cada dia.

“Temos mais 800 rolos de lonas para abrigo, 16 mil Kits de cozinha e igual número de mantas, 24 mil baldes para água e oito recipientes para água potável”, disse John Grabowiski.

Avaliado em seis milhões de meticais, o donativo do povo americano é destinado a cerca de 16 mil dos mais de 250 mil deslocados por causa dos ataques terroristas.

Para este ano, o Governo americano tem disponíveis cerca de 23 milhões de dólares para assistência humanitária as vítimas do terrorismo em Cabo Delgado.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos