O País – A verdade como notícia

Violência armada condiciona recenseamento militar no país

A 10 dias do fim do recenseamento para Serviço Militar Obrigatório, as autoridades inscreveram 51% dos 200 mil mancebos previstos. O Ministério da Defesa Nacional aponta a violência armada no centro e norte do país como parte da fraca afluência.

“Consideramos que os números não são satisfatórios”, porque comparativamente aos anos anteriores, “até esta altura teríamos números mais elevados” em relação aos que “temos a apresentar”, disse Flora Chipanda, directora Nacional de Recursos Humanos no Ministério da Defesa.

Dos 200 mil jovens esperados até 28 deste mês, “conseguimos recensear 103.765, o que corresponde a 51.87 por cento”, prosseguiu a fonte, acrescentando que dos mancebos já inscritos, 69.871 são homens e 33.894 mulheres.

Os ataques armados em Manica e Sofala, atribuídos à Junta Militar da Renamo, e o terrorismo em Cabo Delgado, estão a condicionar o processo, que decorre desde 02 de Janeiro e com término previsto para 28 de Fevereiro, segundo explicou Flora Chipanda.

Mais do que conflitos armados, a pandemia da COVID-19 e os fenómenos naturais como ciclones e inundações também estão a causar constrangimentos.

Num outro desenvolvimento, a directora Nacional de Recursos Humanos no Ministério da Defesa considerou que os jovens não têm informação suficiente de que o recenseamento não implica automaticamente a incorporação no Serviço Militar Obrigatório.

“Entendemos que há uma má percepção dos jovens, de que recensear é mesmo que passar a estar veiculado às Forças Armadas. O recenseamento abrange todos os jovens que completam os 18 anos, mas a incorporação acontece quando o indivíduo atinge os 20 anos”, e mesmo nesta idade “não significa que todo o jovem recenseado será solicitado” para o Serviço Militar Obrigatório.

“Temos um sistema através do qual seleccionamos, aleatoriamente, os jovens que deverão ser incorporados consoante as necessidades das Forças Armadas”, esclareceu Flora Chipanda.

Apesar dos constrangimentos, as autoridades esperam atingir 95% da meta planificada.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos