O País – A verdade como notícia

Vinte mães lactantes já foram internadas devido à COVID-19 em Maputo

Segundo a directora dos Serviços de Saúde da Cidade de Maputo, Sheila Lobo, por conta da COVID-19, várias mulheres grávidas e no período de amamentação tiveram que ser internadas.

“Na cidade de Maputo 20 já foram internadas no Centro de Internamento da COVID-19 da Polana Caniço, com os seus bebés e mesmo assim incentivamos a continuarem com o aleitamento materno porque ainda não está provada a transmissão da COVID-19 de mãe para filho”, explicou Sheila Lobo.

A médica avançou, ainda, que caso a mãe tenha sintomas ou COVID-19 pode continuar a amamentar, mas é preciso, antes, lavar as lavar as mãos, colocar a máscara para depois amamentar o seu filho.

Caso prefira, pode recorrer à ordenha do leite e colocar em frascos limpos para depois ser dado ao bebé por um familiar.

A responsável da Saúde na cidade de Maputo, revelou que pelo menos 30 profissionais de nutrição trabalham para incentivar o aleitamento materno exclusivo até aos seis meses de vida e continuarem com o aleitamento até no mínimo dois anos.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos