O País – A verdade como notícia

Vinte e três anos sem a Princesa Diana

Passam-se hoje, 31 de Agosto de 2020, 23 anos após a morte da Princesa Diana. Nascida numa família aristocrata, Diana era filha de Edward John Spencer, oitavo conde Spencer e de Frances Ruth Burke, filha do quarto barão de Fermy.

Apelidada de Lady Di, Diana nasceu na aldeia de Sandringham, no condado de Norfolk, Inglaterra, no dia 1 de julho de 1961. Foi uma aristocrata, filantropa e a primeira esposa de  Charles, filho da Rainha Elizabeth II da Inglaterra.

Após o seu casamento com o príncipe Charles, Diana tornou-se uma das mulheres mais famosas do mundo, um ícone da moda, ideal de beleza e elegância feminina, admirada por seu trabalho de caridade, em especial por seu envolvimento no combate ao HIV/SIDA e em campanhas internacionais contra minas terrestres.

Seus dois filhos, os príncipes William, Duque de Cambridge, e Henry, Duque de Sussex, são respectivamente, o segundo e o sexto na Linha de sucessão ao trono britânico e de outros 12 países da Commonwealth.

A sua trágica e inesperada morte ocorrida após um acidente de carro na cidade de Paris, em 1997, foi seguida de um grande luto público pelo Reino Unido e um pouco pelo mundo todo.

O corpo da Princesa foi sepultado em uma ilha, no meio de um lago artificial, denominado lago Oval, situado na região das terras de Althorp.

Seu funeral foi realizado em setembro do mesmo ano e assistido globalmente por cerca de 2,5 bilhões de pessoas, tornando-se um dos eventos mais assistidos da história da televisão.

Mesmo após 23 anos da sua morte, a “Princesa do povo” continua a ser uma celebridade frequente na imprensa, servindo de tema para muitos livros, jornais e revistas.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos