O País – A verdade como notícia

Vinte e nove anos da Polícia Municipal marcados pelo histórico de corrupção

Foto: O País

Três agentes da Polícia Municipal, na Cidade de Maputo, estão a contas com a justiça, devido ao seu envolvimento em esquemas de corrupção. A informação foi avançada hoje, durante as comemorações dos 29 anos da corporação.

A Polícia Municipal na capital do país assinala, este ano, 29 anos da sua criação, e o comandante da corporação depositou, esta sexta-feira, uma coroa de flores em homenagem aos colegas que trabalham para a manutenção da ordem na urbe.

Ernesto Zualo, comandante da Polícia Municipal, faz uma avaliação positiva do desempenho dos seus agentes, mas a corrupção nas fileiras continua um problema por combater.

“Nós já temos casos que estão a ser investigados na Procuradoria, já temos casos que nós próprios estamos a proceder disciplinarmente. Este ano, tivemos três casos e, no ano passado, tivemos um caso que transitou em julgado”, referiu Ernesto Zualo.

O comandante da Polícia Municipal refuta as acusações dos vendedores informais, segundo as quais os agentes arrancam produtos para benefício próprio.

“Relativamente, por exemplo, a produtos perecíveis, sempre que retiramos nos sítios impróprios, entregamos à Acção Social para encaminhar aos desfavorecidos. Portanto, não constitui verdade que os agentes se beneficiam dos produtos dos vendedores informais”, refutou o comandante da corporação.

Esta sexta-feira, decorreu, na zona baixa da Cidade de Maputo, uma feira temática de venda de roupa usada e outros artigos. Na ocasião, a Polícia Municipal reiterou a perseguição aos vendedores que exercem actividades em locais impróprios.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos