O País – A verdade como notícia

Vias de acesso condicionam arranque do recenseamento eleitoral em Sofala

Um total de 21 brigadas das 384 existentes em Sofala não arrancaram hoje com o processo de recenseamento eleitoral, devido a problemas de transitabilidade em algumas vias de acesso.

Os distritos de Búzi e Nhamatanda, por exemplo, que foram severamente afectados pelas inundações, registam maior número de brigadas que ainda não estão nos seus postos.

O governador de Sofala, que foi o primeiro a recensear na escola Secundária do Estoril, exortou as autoridades locais a serem exemplares naquele ponto do país, com vista a garantir a participação activa dos eleitores no processo de votação.

O STAE em Sofala indicou que estão  instaladas 384 brigadas para atender 425 postos.

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos