O País – A verdade como notícia

Verduras, frutas e legumes podem ser foco de contaminação

As verduras, frutas e legumes são um dos produtos indispensáveis na dieta alimentar de algumas famílias moçambicanas. Na cidade de Maputo, as hortaliças são produzidas no vale do Infulene, e de lá são levadas para vários mercados da capital e não só.

Uns optam em vender mesmo aqui nas proximidades do vale de Infulene, a beira da estrada, ignorando todos os perigos. Pelas vendedeiras as hortaliças são lavadas, com água de proveniência duvidosa e que na bacia já clama há muito tempo, pela substituição.

“Nós temos lavado as nossas hortaliças, com água limpa e seguimos todos cuidados de higiene”, respondeu uma das vendeiras quando questionada pelo “O País”.

Vanda Sérgio, uma outra vendedeira diz que tem lavado hortaliças com certeza, como forma de proteger os seus consumidores de possíveis infeções.

“Eu sempre lavo com certeza, mas hoje não trouxe porque esqueci em casa”, disse a vendedeira de aparentemente 25 anos de idade, que revelou que algumas companheiras suas tem lavado as hortaliças com água de valas de drenagem, uma atitude que pode colocar em perigo a saúde dos consumidores.

Frutas, são outros alimentos que precisam de uma higiene redobrada sobretudo nesta época da doença mais temida ao nível mundial.

“Sim. As frutas são trazidas da África do Sul, um país que sabemos que há maior número de infectados pela COVID-19, é necessário que as frutas como a maçã e uvas sejam bem lavadas”, apelou Celina, vendedeira de frutas.

Nos mercados as pessoas compram, cientes de que a lavagem dos alimentos que pela natureza não são fervidos, a higiene deve ser reforçada.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos