O País – A verdade como notícia

Vendedores tomam de assalto o espaço onde a edilidade de Maputo removeu bancas

Vendedores do Mercado Grossista do Zimpeto ignoram ordens do Conselho Municipal da Cidade de Maputo e tomam de assalto o espaço onde foram removidas as bancas há uma semana.

Em sacos improvisados, os retalhistas colocam os seus produtos à venda, sem observância das medidas de higiene. Uma autêntica ameaça à saúde pública em tempos da COVID-19.

Quando chegam os fiscais instala-se a confusão. Aliás, tem sido esta luta diária em que se submetem alguns vendedores do Mercado Grossista do Zimpeto, em Maputo e não faltam desculpas.

“Nós sabemos que é proibido, mas não temos alternativa. Não vamos morrer de COVID-19, mas sim de fome”, disse Matilde Mbalate.

Sem um desfecho à vista, o Conselho Municipal da Cidade de Maputo não recua e opta por reter os produtos vendidos à revelia.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos