O País – A verdade como notícia

Vendedores desapontados com CMB pela não atribuição de mercearias no mercado da Ponta Gêa

O novo mercado municipal da ponta-gêa reabriu esta terça-feira ao público. A abertura não foi pacífica tendo em conta que alguns antigos vendedores do mercado não foram atribuídos nenhuma mercearia, apesar de terem licenças para o exercício da actividade no local.

Os mesmas que durante décadas exerceram as suas actividades naquele local alegam que foram injustiçados, uma vez que depois da reabertura no início desta semana algumas vendedeiras, mesmo possuindo licença, não foram atribuído nenhuma mercearia.

A senhora Florinda Samuel, vende no mercado da ponta gea ha 26 anos. É uma das vendedeiras que ficou sem mercearia.

O conselho Municipal da Beira garante que não injustiçou a ninguém e considera de má fé a atitude das vendedeiras em causa. Joaquim Manuel, director de mercados e feiras garantiu que já reuniu com as visadas e deixou ficar claro que neste momento o município está apenas a fazer entrega de mercearias e que todos aqueles que tinham casas de pasto, que é o caso das vendedeiras em causa,  terão de aguardar, até que estejam concluídas as infra-estruturas, dentro de seis meses.    

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos