O País – A verdade como notícia

Vale duplica produção e escoamento de carvão

A empresa mineira Vale Moçambique quase duplicou, para 10 milhões de toneladas, a produção e escoamento de carvão na mina de Moatize, na província de Tete, durante os meses de Janeiro e Outubro. A mineradora brasileira espera produzir e vender 13 milhões de toneladas de carvão metalúrgico e térmico até final de 2017, contra 5,9 milhões de toneladas em 2016. Uma nova unidade de processamento de carvão levou a empresa a atingir um recorde de produção no segundo trimestre deste ano, de 3,2 milhões de toneladas, disse Rogério Cendela, especialista técnico de carvão da Vale.

“Temos agora duas secções em operação e iniciámos trabalhos para ter uma terceira”, disse o responsável durante uma visita guiada à mina de Moatize, na província de Tete. A meta da empresa é atingir os 22 milhões de toneladas anuais quando aquela terceira unidade de produção estiver activa.

A Vale iniciou as operações na mina de Moatize em 2011, com uma primeira secção de processamento de carvão com capacidade para 11 milhões de toneladas anuais, que operava com duas linhas, carvão metalúrgico e carvão térmico.

A segunda unidade, com a mesma capacidade, entrou em actividade em Outubro de 2016 e a empresa opera com quatro linhas.

A multinacional brasileira abandonou o uso da linha férrea de Sena, que liga Moatize ao porto da Beira, no Oceano Indico, devido à insegurança e baixa capacidade do volume de escoamento, passando a usar a linha de Nacala.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos