O País – A verdade como notícia

Vaga de frio já matou quase 50 pessoas na Europa

A vaga de frio proveniente da Sibéria já matou quase 50 pessoas na Europa. Apontada como "A Besta do Oriente" pelos meios de comunicação britânicos, "O Urso Siberiano" pelos media na Holanda ou o "Canhão de Neve" na Suécia, a onda de frio fez pelo menos 47 mortos desde sexta-feira, avança o Notícias ao Minuto.

De acordo com um balanço feito com informação da agência AFP, registaram-se na Polónia, República Checa, Lituânia, França, Eslováquia, Itália, Roménia, Sérvia, Eslovénia, Holanda, Espanha, entre outros.

As temperaturas muito baixas, que deverão durar até esta quinta-feira, afectaram principalmente os sem-abrigo. Três deles morreram em França e na República Checa desde sexta-feira e dois em Itália, incluindo um que se recusou a deixar o lugar onde dormia, em Milão.

Na Alemanha, a Associação dos Sem-Abrigo pediu aos centros de acolhimento para que permaneçam abertos o dia todo e não apenas de noite. Em França, o ministro da Coesão Territorial Jacques Mézard anunciou que havia 150 mil espaços para abrigo de emergência, "um número nunca alcançado".

Em toda a Europa, a neve e o gelo causaram estragos nas estradas, muitos voos foram cancelados ou atrasados nos aeroportos britânicos e, na Irlanda, a companhia aérea Ryanair cancelou todos os voos que partem e chegam de Dublin.

A quantidade de neve acumulada e a previsão de que a tempestade deverá intensificar-se até esta quinta-feira, levaram empresas como a British Airways, FlyBe e a easyJet a cancelarem voos nos maiores aeroportos da região: Edimburgo, Glasgow e Aberdeen.

Também muitas escolas foram fechadas no Reino Unido, na Irlanda, no norte da Espanha e em Portugal, na Bósnia e no Kosovo, bem como na Albânia, onde muitas aldeias e pequenas cidades ficaram isoladas, devido à neve e estradas cortadas.

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos