O País – A verdade como notícia

USAID anuncia novo projecto de USD 125 milhões para detenção de vírus desconhecidos com potencial pandémico

Foto: Impakter

A Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID) lançou  um novo projecto ambicioso para construir uma melhor preparação para detectar, prevenir e responder a futuras ameaças globais à saúde.

A descoberta e exploração de agentes patogénicos emergentes (zoonoses virais), um projecto de cinco anos denominado  DEEP VZN, e orçado em cerca de USD 125 milhões (na pendência da disponibilidade de fundos), irá reforçar a capacidade global para detectar e compreender os riscos de propagação viral da vida selvagem para os seres humanos que possam causar outra pandemia.

Segundo um comunicado de imprensa da USAID, publicado na plataforma “Africa Regional Media Hub”, a pandemia da COVID-19 demonstrou como as doenças infecciosas ameaçam toda a sociedade, acabando com a vida das pessoas e atacando as sociedades nos seus núcleos.

“É também uma forte recordação da ligação entre os animais, os seres humanos e o ambiente e o efeito que um agente patogénico emergente que se derrama nos seres humanos pode ter na saúde das pessoas e nas economias globais”, lê-se na publicação.

Ainda em conformidade com a mesma fonte, a administração Biden-Harris está empenhada em fazer avançar a segurança global da saúde, a preparação internacional para pandemias e a resiliência global da saúde.

“Os surtos não respeitam fronteiras geográficas e podem propagar-se rapidamente, comprometendo a saúde, segurança e segurança económica de todos os países, incluindo os Estados Unidos. O DEEP VZN fará avançar as prioridades do Governo dos Estados Unidos em matéria de segurança sanitária global e política externa, apoiando os esforços de prevenção, detecção e resposta a novas ameaças de doenças infecciosas no estrangeiro”, reitera o comunicado.

O DEEP VZN será implementado pela Washington State University Paul Allen School for Global Health, com um consórcio de parceiros que inclui a Universidade de Washington, FHI 360, PATH, e a Universidade de Washington em St. Louis.

O DEEP VZN é um próximo passo crítico na evolução do trabalho da USAID para compreender e abordar os riscos colocados pelas doenças zoonóticas que podem ser transmitidas dos animais para os seres humanos. O DEEP VZN irá trabalhar em países-alvo em África, Ásia e América Latina, que têm simultaneamente um risco elevado de propagação viral e a capacidade de conduzir com segurança a descoberta viral.

Desde 2009, o Programa de Segurança Sanitária Global da USAID tem apoiado o trabalho de descoberta e compreensão segura de novos vírus de animais em locais de alto risco. A grande maioria, mais de 70%, dos surtos em pessoas têm origem em animais.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos