O País – A verdade como notícia

“Unidos pela Beira” preenche 40 contentores de produtos de primeira necessidade

Vários grupos de apoio continuam a canalizar produtos e bens para preencher um navio de 14 mil toneladas que parte neste sábado para a Beira.

As horas passam, a ajuda chega e concentra-se no porto de Maputo, e o destino é a Beira, cidade que o papa orou por ela, famílias continuam sem água, sem comida e sem vestuários.

Já no terceiro dia de actividades, a iniciativa “Unidos pela Beira”, já conseguiu encher mais de 30 contentores com produtos de primeira necessidade, mas espera conseguir muito mais até o final do dia.

Os produtos doados poderão chegar na próxima segunda-feira, porque o Navio parte do porto de Maputo neste sábado.

A ajuda vem de todo lado, e entre os solidários há pessoas de diferentes países, diferentes idades e diferentes grupos sociais.

O navio será selado nesta sexta-feira por volta das 17 horas, até lá, espera-se que mais pessoas individuais e colectivas contribuam com mais produtos.

Acerca de ajuda, a Anadarko Moçambique decidiu disponibilizar a sua aeronave para transportar material e equipas de médicos para o centro do país. Para a Anadarko a situação no centro do país, exige o envolvimento de todos e a multinacional não se podia distanciar. Segundo Steve Wilson, vice-presidente da Anadarko Moçambique, a esta altura todo o apoio humanitário é bem-vindo.

Ainda no âmbito das ajudas, o Governo chinês apoia Moçambique com sete mil toneladas de arroz avaliadas em 400 milhões de meticais na sequência do ciclone Idai.

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos