O País – A verdade como notícia

UNICEF promete apoiar crianças vítimas do terrorismo com 90 milhões de dólares

O Fundo das Nações Unidas para Infância (UNICEF) promete aumentar de 51 para 90 milhões de dólares o apoio às crianças vítimas da insurgência em Cabo Delgado, que já deixou milhares de menores órfãos, perdidos dos seus familiares e mais vulneráveis.

A garantia é dada pelo director Regional para África Austral e Oriental do UNICEF, Mohamed Fall, que está de visita a Moçambique para se inteirar da situação das crianças vítimas dos ataques terroristas em Cabo Delgado.

Logo depois da sua chegada, foi recebido em audiência pela ministra dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, Verónica Macamo, para reforçar o seu apoio junto ao Governo de Moçambique nas respostas às necessidades das crianças e populações vulneráveis, no norte do país.

“Irei a Cabo Delgado para verificar o ponto de situação no terreno. Ouvimos muitas situações dramáticas relacionadas com a protecção das crianças e das mulheres e que as pessoas estão a sofrer por causa da crise que o país está a enfrentar naquela zona do país”, adiantou Mohamed Fall.

Apesar de não saber ao certo quantas crianças se encontram em situação vulnerável naquela província, o director regional da África Austral e ocidental do UNICEF promete que vai aumentar o apoio, uma vez que o actual não é suficiente.

“É difícil apoiar com um valor exacto, mas nós, como UNICEF, lançámos um apelo de 51 milhões de dólares. Sabemos que, pelo nível de deterioração da situação, não é um valor suficiente, pelo que vamos reforçar o apelo para atingirmos o valor de 90 milhões de dólares. Outrossim, vamos recorrer ao nosso programa regular e, se for necessário, vamos aumentar o nosso apoio”, garantiu.

A fonte disse, ainda, que não é apenas o UNICEF que está preocupada com a situação; outras agências, a comunidade internacional e outros parceiros já têm estado a apoiar a resposta à situação humanitária, naquela província.

O representante do UNICEF avançou que as agências já lançaram um apelo para um programa de recuperação humanitária que contempla a ajuda às necessidades da população de Cabo Delgado.

Mahamed Fall está em Moçambique até ao dia 13 de Junho e, na sua visita a Cabo Delgado, irá, também, verificar o trabalho que a sua organização e outras agências das Nações Unidas têm feito para apoiar as vítimas do terrorismo.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos