O País – A verdade como notícia

União Europeia doa 1.8 bilião Mt para os PALOP e Timor Leste

Ordenadores dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa e Timor Leste estão reunidos, em Maputo, com a União europeia com vista a avaliarem os níveis de cooperação entre as partes. No encontro, dirigido pelo Primeiro-Ministro, Carlos Agostinho do Rosário, foi revelado que a União Europeia concedeu a este grupo de países 26 milhões de euros, o mesmo que 1.8 bilião de meticais, para financiarem projectos de emprego na área cultural e imprimirem reformas na gestão de finanças públicas.

Do Rosário entende que estes investimentos aceleram o desenvolvimento sustentável dos PALOP e Timor Leste.

A Comissão da União Europeia, através do Diretor-geral para a cooperação internacional e desenvolvimento, Stefano Manservisi, entende que a cultura tem o poder de construir pontes entre as pessoas e promover um desenvolvimento inclusivo.

“Desenvolvemos vários programas para apoiar a área cultural da qual o PROCULTURA é uma contribuição concreta para realização desta visão. O Projecto que visa reformas no sector das finanças públicas também muito importante para contribuir numa despesa pública eficaz melhorar a qualidade dos serviços públicos para os cidadãos”, disse Manservisi.

Os ordenadores dos PALOP e Timor Leste são ministros destes países responsáveis por gerir os fundos da União Europeia. Para o caso de Moçambique, o ordenador é o ministro dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, José Pacheco.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos