O País – A verdade como notícia

União Europeia aloca mais apoio para vítimas do terrorismo em Cabo Delgado

O primeiro lote da ajuda humanitária da União Europeia para as vítimas do terrorismo em Cabo Delgado chegou, ontem, à cidade de Pemba, num avião que partiu da Itália directo para Moçambique.

O donativo, composto por bens de primeira necessidade e medicamentos, foi recebido pelo secretário de Estado da província e pelos representantes de várias organizações humanitárias.

“É um esforço coordenado entre os países da União Europeia, no caso, Portugal e Itália, para fazer chegar bens da primeira necessidade e equipamento médico às populações mais necessitadas de Cabo Delgado”, disse Carolina Lopes, em representação da União Europeia em Moçambique.

O Governo agradeceu o gesto, mas, devido ao elevado número de deslocados, deixou um apelo ao mundo para se solidarizar com as vítimas do terrorismo.

“Este apoio pode parecer muito, mas não vai suprir as necessidades actuais e futuras da população de Cabo Delgado, vítima do terrorismo, por isso apelamos a todas as organizações e outras forças vivas da sociedade para seguirem este exemplo da União Europeia”, alertou António Supeia, secretário de Estado em Cabo Delgado.

Nos próximos dias, de acordo com a União Europeia, está prevista a chegada de mais dois aviões com bens e medicamentos para os deslocados de Cabo Delgado.

Desde que iniciaram os ataques terroristas em 2017, mais de 800 mil pessoas estão deslocadas e precisam de ajuda em alimentação, vestuário, abrigo e outras formas que permitam às famílias recomeçarem a suas vidas em locais considerados seguros.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos