O País – A verdade como notícia

UE preocupada com os ataques armados em Cabo Delgado

A União Europeia (EU) poderá em caso de necessidade ajudar Moçambique a combater e descobrir as causas dos ataques armados em Cabo Delgado.

A vontade foi manifestada em Pemba, pelo embaixador da UE, António Sanchez que voltou a manifestar a sua preocupação com o grupo que vem aterrorizando a população há mais de um ano.

“A UE esta disponível para ajudar Moçambique a combater o grupo armados que tem estado a protagonizar actos de terror em Cabo Delgado”, disse Sanchez.

António Sanchez falava à margem da recente visita a província, onde manteve um encontro com o governador Júlio Parruque. Entretanto, oficialmente, o Governo da província não chegou a pedir ajuda para o combate aos ataques armados, mas pediu financiamentos para projectos de desenvolvimento da província.

Os ataques armados em Cabo Delgado começaram a 5 de Outubro de 2017, e ate hoje, ainda não se descobriu a origem, muito menos as motivações do grupo que para alem de assassinar pessoas, cometem crimes contra a organizações do Estado.

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos