O País – A verdade como notícia

UA pede suspensão do anúncio dos resultados das eleições na RDCongo

Os chefes de Estados e de governos africanos reunidos em Addis Abeba, consideram existir sérias dúvidas sobre a conformidade dos resultados provisórios das eleições na República Democrática do Congo, por isso pedem a suspensão do anúncio dos resultados.

Os dados divulgados há uma semana dão vitória ao opositor Félix Tshisekedi, com 38,57 por cento dos votos, à frente do candidato do principal partido da oposição, Martin Fayulu com 34,8 por cento.

Segundo dados recolhidos pelos cerca de 40.000 observadores da Conferência Nacional Episcopal do Congo o candidato mais votado foi Fayulu com 61 por cento dos votos, escreveu o Macauhub.

Fayulu apresentou uma queixa por fraude no Tribunal Constitucional, que deve proclamar os resultados definitivos até 22 de Janeiro.

A União Africana acordou enviar uma delegação de alto nível a Kinshasa. O objetivo da delegação é "encontrar um consenso sobre uma saída para a crise pós-eleitoral", temendo alguns que a disputa eleitoral conduza à violência no país.

Caso se confirmem os resultados provisórios, Tshisekedi, 55 anos, será o sucessor de Kabila, que preside aos destinos do país desde 2001.
 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos