O País – A verdade como notícia

Tudo prestes para São Silvestre de Maputo

A tradicional prova anual que marca o encerramento do calendário de provas de atletismo no país e das provas desportivas no seu todo, realiza-se no sábado, nas várias artérias da cidade de Maputo

É já no sábado que Maputo vai acordar com a corrida São Silvestre. Uma competição de atletismo que já é tradicional, anual e que congrega vários atletas do país e de fora do país. Esta, que é a 17ª edição da corrida, terá o ponto de partida a Praça da Independência, com início às 07H30 e juntará centenas de atletas nas categorias de federados, populares, veteranos e portadores de deficiência, tendo como meta o mesmo ponto de partida, a Praça da Independência.

De acordo com a Federação Moçambicana de Atletismo (FMA) serão premiados na corrida de 10 km, os primeiros 3 classificados de cada categoria, numa edição que vai contar com atletas de outras províncias, com destaque para Tete, que regressam depois de ano passado não terem participado.

Para já, as inscrições para a participação na prova terminam na sexta-feira, na sede da Federação Moçambicana de Atletismo, esperando-se que mais de trezentos atletas, entre masculinos e femininos, possam aderir a esta última competição desportiva do ano.

Entretanto, numa entrevista recente ao Secretário-geral da Federação Moçambicana de Atletismo, referia que ainda não havia condições logísticas para a participação de atletas de fora do país, devido a questões financeiras. E, na altura, garantiu que ainda não tinha nenhum atleta estrangeiro que tenha mostrado interesse em participar na prova. “Era precoce avançarmos com qualquer situação sem termos certeza se haveria ou não a Corrida São Silvestre este ano. Temos recebido chamadas constantes das associações e que mostram disponibilidade de trazer atletas para participar na prova. Do estrangeiro, ainda não recebemos nenhum mas, uma vez confirmada a realização da prova, teremos com certeza atletas de fora do país”, referia Nelson Nhamússua.

Para já, atletas da África do Sul, E-swathini, Botswana e Angola têm sido frequentes na prova internacional realizada em Maputo, esperando-se que, tal como aconteceu na última prova de atletismo, na cidade de Maputo, na Corrida Millennium BIM, em que estiveram presentes atletas, não só desses países, mas também de países europeus.

De referir que a edição anterior da São Silvestre foi conquistada por atletas moçambicanos: Donaldo Machava e Zeferina Marinho.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos