O País – A verdade como notícia

Tuberculose mata anualmente cerca de 22 mil pessoas no país

A Tuberculose figura entre as principais causas de mortalidade no mundo e em particular em Moçambique. Anualmente, cerca de 160 mil novos casos são dectetados nas unidades sanitárias do país. Deste número, cerca de 22 mil pessoas acabam por morrer.

Devido a chegada tardia dos pacientes aos hospitais, milhares de pessoas acabam por perder a vida vítimas da doença. Preocupadas com esta situação as autoridades admitem apostar mais na prevenção de modo a radicar a doença até 2030, segundo revelou, este sábado, a ministra da Saúde durante a celebração do Dia Mundial contra a tuberculose.

Porque a doença afecta mais as pessoas que padecem de HIV/SIDA, a ministra da Saúde disse que há necessidade de redobrar esforços para proteger esses pacientes.

Por sua vez, a representante da Organização Mundial da Saúde reconheceu os esforços de Moçambique no combate a esta doença mas diz que ainda prevalecem muitos desafios.

O Hospital Geral da Machava, que é a maior unidade sanitária para tratamento da tuberculose no país, foi o local escolhido para acolher a cerimónias centrais do Dia Mundial da Tuberculose, evento marcado por palestra e feira de saúde.

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos