O País – A verdade como notícia

Trump está atento à reforma da terra da África do Sul

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, escreveu na quarta-feira no Twitter que ordenou o Secretário do Estado norte-americano, Mike Pompeo, para estudar de perto a “expropriação da terra e fazendas” bem como “o massacre dos fazendeiros” na África do Sul. Estes pronunciamentos forçaram Pretória a acusar Trump de fomentar divisões raciais na África do Sul.

O Twitter de Trump voltou a tornar aceso o debate sobre expropriação da terra na África do Sul, um país que continua racialmente dividido e marcado de desigualdades 25 anos depois de Nelson Mandela ter assumido o poder e colocado fim no apartheid.

Logo após a mensagem de Trump, o rand desvalorizou-se em mais de 1.5 porcento contra o dólar, nas transições comerciais desta quinta-feira.

“Eu pedi ao secretário de Estado @secPompeo para estudar de perto a expropriação de terra e fazendas na África do Sul e massacre de fazendeiros”, lê-se no Twitter de Trump.

O tweet de Trump parece uma resposta à notícia de Fox News que se focou, ontem, em assuntos de terra da África do Sul e morte dos brancos fazendeiros.

A porta-voz do Presidente sul-africano, Cyril Ramaphosa, disse que Trump foi “mal-informado” e o Ministério de Negócios Estrangeiros procuraria esclarecimentos da parte da embaixada dos EUA na Pretória órgãos

“África do Sul repudia veementemente a má percepção que tende a dividir a nossa nação e lembrar-nos o nosso passado colonial”, lê-se no tweet da conta do governo da África do Sul.

Ramaphosa anunciou no dia 1 de Agosto que o partido no poder, ANC, planeia alterar a constituição e permitir a expropriação de terra sem indemnização, numa altura em que a minoria branca continua a deter maior parte do território sul-africano.

O presidente sul-africano garantiu que nenhuma medida poderia prejudicar o crescimento da economia e segurança alimentar. Nenhuma terra foi apropriada, desde que a reforma de terra foi anunciada, disse o ANC.

O líder de EFF, Julius Malema, que submeteu a proposta de expropriação de terra sem indemnização, disse a Trump para manter-se longe do debate. “Nós queremos enviar uma forte mensagem ao presidente de EUA para manter-se fora da África do Sul. Você já causou problemas demais para África.”

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos