O País – A verdade como notícia

Trump e Biden reclamam os números antes dos resultados finais

Ainda sem saber os resultados definitivos da eleição norte-americana desta terça-feira, o candidato Donald Trump, actual Presidente dos Estados Unidos da América (EUA); e o candidato Joe Biden, já reclamam vitória. Entretanto, enquanto Joe Biden mostra-se mais comedido com os resultados, Donald Trump é categórico ao declarar: “Nós vencemos estas eleições”, numa altura em que faltavam apurar resultados de nove estados, três dos quais favoráveis a Biden.

A partir da Casa Branca, poucos depois das 02h20 [madrugada nos Estados Unidos], Donald Trump chamou cerca de 200 pessoas para as quais falou sobre o processo eleitoral.

Confiante na vitória, o actual Presidente dos Estados Unidos da América e candidato para um segundo mandato, fez um rescaldo sobre as eleições e começou por elogiar os “milhões e milhões” de norte americanos que votaram.

Afastado a hipótese de derrota, Trump fez questão de salientar os estados onde o partido republicano ganhou, fazendo referência à Florida, à Carolina do Norte e ao Michigan, escreve o Notícias ao Minuto.

“Estávamos prontos para sair esta noite e celebrar. Mas de repente tudo mudou. Os cidadãos saíram à rua em números recordes para apoiar o nosso movimento”, afirmou Trump, referindo-se, por exemplo, à vitória na Florida, onde fez uma campanha eleitoral intensa.

“Isto é uma fraude para os americanos. É uma vergonha para os norte-americanos”, considerou Trump, ao equacionar a hipótese de a contagem de votos poder estar eivada de irregularidades ou vícios.

A esse respeito, o canditado ameaçou traval uma baltalha judicial e disse que nunca ninguém já tinha visto resultados eleitorais favoráveis aos republicanos, numa votação, com os que apontavam para a sua vitória.

“Nós estamos a preparar-nos para uma grande celebração. Estamos a vencer tudo. E todos os centros de votos foram encerrados. Os resultados esta noite foram fenomenais. E nós, literalmente, estamos preparados para sair à rua e celebrar uma coisa tão bela, tão boa. Que votos! Que sucesso! Os cidadãos deste país saíram em número recorde. Isto é recorde. Nunca houve algo assim”, declarou Trump.

Já o candidato democrata Joe Biden, citado pela Sic Notícias, afirmou esta quarta-feira que está confiante com o resultado das eleições nos Estados Unidos da América e pediu paciência pela contagem dos votos.

“A vossa paciência é digna de louvor. Sabíamos que isto ia durar muito, mas quem diria que chegaria amanhã de manhã, talvez até mais tempo?”, disse Joe Biden, ao iniciar o seu discurso, e acrescentou:  “sentimo-nos bem onde estamos (…). Acreditamos que estamos no bom caminho para ganhar esta eleição”.

Aparentemnente pciente, o democraca prosseguiu dizendo: “sabíamos que, devido à votação por correspondência sem precedentes, a contagem demoraria algum tempo. Temos de ser pacientes até que termine o árduo trabalho de contagem de votos. E só terminará quando todos os votos forem contados, todo apuramento de resultados finalizado. Sentimo-nos bem onde estamos”.

“Acreditamos que uma das redes já nos confortou no Arizona e isso é uma reviravolta. Acabámos de ter a mesma informação no Minnesota. Mas ainda estamos em disputa na Geórgia, embora isso não seja o que esperávamos. E estamos a sentir-nos muito bem com o Wisconsin e o Michigan. E, a propósito, levará tempo a contar os votos”, disse Biden.

“Como sempre disse, não me cabe a mim nem a Donald Trump declarar quem ganhou estas eleições. Essa é a decisão do povo americano. Mas eu estou optimista quanto a este resultado”.

Na declaração feita ao lado da mulher, Jill Biden, o antigo vice-presidente, garantiu ainda que vai vencer na Pensilvânia, considerado um dos estados-chave para determinar a eleição do próximo Presidente norte-americano.

Até ao momento, segundo a apuração da Associated Press, Joe Biden tem 238 delegados e Donald Trump conta com 213 votos no colégio eleitoral, mas ainda falta saber o resultado de alguns Estados decisivos.

Para vencer, um dos candidatos deverá ter pelo menos 270 votos do Colégio Eleitoral.

1

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos