O País – A verdade como notícia

Trump corta financiamento aos refugiados palestinianos

A decisão dos EUA de suspender o financiamento aos refugiados palestinianos é um "ataque flagrante", disse um porta-voz do presidente Mahmoud Abbas. Washington disse, na sexta-feira, que vai cortar todo o apoio à Agência das Nações Unidas de Assistência aos Refugiados da Palestina (UNRWA), segundo noticiou Euronews.

O porta-voz da agência Chris Gunness recorreu ao Twitter para expressar publicamente o desagrado face a esta decisão. Atualmente, os EUA financiam cerca de 30% das operações da UNRWA.

A agência fornece serviços, incluindo de saúde e de educação, a mais de 5 milhões de refugiados palestinianos em todo o Médio Oriente. O anúncio surge uma semana depois dos EUA terem anunciado a canalização de 200 milhões de dólares, para programas de ajuda na Cisjordânia e em Gaza.

A Alemanha já disse que vai aumentar as contribuições. A Jordânia, UE, Turquia, Japão e Suécia vão reunir-se na próxima Assembleia Geral da ONU para evitar a falta de financiamento.

A UNRWA, com 68 anos de história, presta serviços a cerca de 5 milhões de refugiados palestinos na Jordânia, Líbano, Síria, Cisjordânia e Gaza. A maioria é descendente dos cerca de 700 mil palestinos que foram expulsos de suas casas ou fugiram dos combates na guerra de 1948, que levou à criação do Estado de Israel.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos