O País – A verdade como notícia

Tribunal diz que financiador de genocídio no Ruanda está em condições de ser jugado

Foto: JI

Félicien Kabuga, alegado financiador do genocídio de Tutsis, em 1994, no Ruanda, está apto a ser julgado, segundo um tribunal da Organização das Nações Unidas, que defende que o processo deve começar sem demora em Haia, nos Países Baixos.

Félicien Kabuga está detido desde 16 de Maio de 2020 em Paris, após 25 anos em fuga.

O empresário ruandês é acusado de ter participado na criação da milícia Hutu Interahamwe, a principal ala armada responsável pelo genocídio de 1994 e que matou mais de 800 mil pessoas, principalmente entre a minoria Tutsi, de acordo com a ONU.

Kabuga, de 87 anos de idade, encontra-se actualmente detido em Haia, onde aguarda julgamento.

Em Maio de 2021, os advogados de Kabuga solicitaram a suspensão do processo contra o seu constituinte, por motivos de saúde, mas o tribunal disse que o empresário ruandês estava apto para responder pelos crimes de que é acusado.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos