O País – A verdade como notícia

Tribunal discute questões prévias no dia de audição de Inês Moiane

Foto: O País

Já arrancou a sessão de julgamento que vai ouvir a amiga de Sérgio Namburete, Inês Moiane, mas antes o Tribunal discute questões prévias com requerimentos.

O advogado Isálcio Mahanjane pede nulidade da audição de Bruno Langa pelo facto de o seu advogado denotar falsas qualidades e o Ministério Público não concorda com a revogação da audição do réu Bruno Langa, justificando com o facto de o pedido estar fora do prazo.

Ainda nas questões prévias, Alexandre Chivale pede a não divulgação da audição de Inês Moiane e o Ministério Público diz que não se pode recuar a uma decisão já tomada pelo Tribunal.

A Ordem dos Advogados, na condição de assistente, diz que a agremiação tem estado a acompanhar o processo e já solicitou informações sobre Paulo Nhancale. Ele não está inscrito como advogado, mas a Ordem solicitou que o IPAJ se pronunciasse, pois a lei permite que técnicos jurídicos defendam alguém.

Sobre a nulidade da audição de Bruno Langa alinha com o Ministério Público de que é extemporâneo o pedido do advogado Isálcio. Quanto à transmissão da audição da ré Inês Moiane, a Ordem dos Advogados diz ser uma matéria que já mereceu a decisão do Tribunal pelo que vai ser divulgada.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos