O País – A verdade como notícia

Treze automobilistas interditos de conduzir na cidade de Maputo

Os condutores em causa cometeram várias infracções previstas no Código de Estrada, desde o não pagamento de multas, condução sob estado de embriaguez, entre outras. Os 13 automobilistas estão inibidos de conduzir no intervalo de três a 12 meses e há espaço para recorrer da decisão.

No último fim-de-semana, equipas multissectoriais, constituídas pelo Instituto Nacional de Transportes Terrestres, Polícia de trânsito e a Direcção de Transporte, fizeram-se à estrada para fiscalizar desde a “sanidade” mecânica e técnica dos veículos automóveis, bem com a legalidade dos respectivos condutores.

Isildo Bule, porta-voz da Polícia de Trânsito, na cidade de Maputo, explica que foram fiscalizadas 300 viaturas e as infracções, médias e graves que os condutores cometeram, estão previstas nos artigos, 146, 147 e 160 do Código de Estrada em vigor no país, conforme avança a Polícia de Trânsito.

“Estes condutores foram interpelados e porque estávamos com a delegação do INATTER, da cidade de Maputo, foram verificadas as suas cartas e foi constatado que esses condutores encontravam-se numa situação de suspensão e por isso serão inibidos de conduzir, num período de 90 a 356 dias, em razão da gravidade da infracção”, explicou o porta-voz.

“E há, também, um condutor que ficou detido. Foram apreendidos,ainda, cinco livretes cujas viaturas estavam em condições mecânicas e técnicas fora dos padrões exigidos pelo Código de Estrada. Também foi detido um condutor por não apresentar a sua carta de condução no local onde estivemos a desencadear esta operação”, concluiu o nosso entrevistado.

Neste fim-de-semana, não houve registo de acidente de viação na capital do país, segundo as autoridades.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos