O País – A verdade como notícia

TP50 “escreve” uma carta a Hortêncio Langa

O grupo TP50 volta ao palco do Centro Cultural Franco-Moçambicano, sexta-feira e sábado, para compor uma carta a Hortêncio Langa. Na verdade, “TP50 15 anos: carta a Hortêncio Langa” é o título dos concertos que visam celebrar a existência do grupo, evocando a vida e obra de Hortêncio Langa, fundador do TP50 e músico de referência nacional, cuja carreira teve alcance internacional e que não se limitou a cantar, tocar e compor canções, mas notabilizou-se como escritor e artista plástico e ainda como docente na Escola de Comunicação e Artes (ECA) da Universidade Eduardo Mondlane.

A nota do Franco lembra que Hortêncio Langa foi o impulsionador da fundação do TP50 em 2007, volvidos cerca de 40 anos de existência e actuação informal do grupo. “”Na verdade, a génese do colectivo vem dos anos 70 e 80 onde profundos ideais embutidos de valores humanistas juntavam gente de todos os credos, cores e origens em noites de sonho onde o importante éramos todos, e a meta era um país de bem-estar, equidade, justiça e tranquilidade”, lê-se na nota.

Em 15 anos de actividade formal, o TP50 gravou um DVD, 4 CDs e criou 20 músicas próprias além de vários clips sempre de conteúdo social.

 

 

 

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos