O País – A verdade como notícia

“Touros” desligam energia da HCB

A Black Bulls foi a Songo golear a União Desportiva local por 1-4, em partida da quinta jornada do Moçambola-2021. Ejaita foi o carrasco dos “hidroeléctricos” ao fazer um “hat-trick”. A jornada teve ainda, como destaque, o empate do Costa do Sol, em Quelimane, a zero, diante do Matchedje de Mocuba.

Uma retoma de luxo do Moçambola-2021! Sim de luxo, olhando para as surpresas e os resultados conseguidos neste final de semana que marcou o regresso da prova, depois de três meses de suspensão, devido a pandemia da Covid-19.

Uma das surpresas veio de Songo, bem ao lado da Hidroeléctrica de Cahora Bassa, onde os “touros” da Black Bulls foram golear o vencedor da Taça de Moçambique por claros 1-4. Aliás, a turma de Nacir Armando nunca teve facilidades e muito sossego, já que logo aos quatro minutos Ejaita deu a primeira tourada na hidroeléctrica, que ficou cada vez mais fragilizada quando Melque também deu o gostinho ao pé, aos 15 minutos, colocando o resultado em 0-2.

A barragem estava prestes a perder toda água, mas Candinho ainda abriu uma comporta, aos 19 minutos, reduzindo a desvantagem, só não sabia que seria apenas mais lenha na fogueira, porque Ejaita estava com a pontaria afinada e ainda na primeira parte fez o 1-3, de grande penalidade, resultado com que se foi ao intervalo.

Na segunda parte a Black Bulls apenas confirmou a goleada, novamente por Ejaita, a isolar-se na lista dos melhores marcadores e já a dar sinais de quebrar os recordes nacionais dos melhores marcadores.

Uma importante vitória, fora de portas, diante de um crónico candidato ao título, que coloca a Black Bulls cada vez mais líder, agora com 13 pontos, enquanto a União Desportiva de Songo cai para a quinta posição com 8 pontos.

Os “touros” são, a par do Ferroviário de Maputo, as equipas que ainda não sofreram qualquer derrota nesta prova.

“Locomotivas” da capital do país que não tiveram dificuldades para suplantar o Textáfrica debilitado, no sábado, por 3-0, num jogo que foi apenas questão de números para se saber por quantos a turma de Maputo iria ganhar. É que logo aos quatro minutos Marcel abriu o marcador e depois de inúmeras oportunidades desperdiçadas, só na segunda parte é que Kidou e Kito, ambos servidos por Fokem, fixaram o resultado final.

A turma de Daúdo Razaque continua a perseguição ao líder, pese embora esteja na quarta posição, com menos quatro pontos, já que soma apenas nove pontos.

Dupla de perseguidores vence pelo mesmo resultado

A dupla de perseguidores do líder também venceu nesta jornada, pelo mesmo resultado de 2-1.

O Ferroviário da Beira foi a Nampula derrotar o seu homónimo da capital do norte, com Dayo a regressar aos golos e a abrir o marcador, enquanto Mafaite confirmou a vitória da sua equipa na segunda parte, pouco antes de Salas reduzir para os donos da casa.

A Associaçao Desportiva de Vilankulo, ex-ENH, também entrou a vencer, com Mexer a marcar ainda na primeira parte. Mas viu Vivaldo empatar no início da segunda parte e estremecer o Alto Macassa. Mas Jongwé, a 11 minutos do final do jogo, sentenciou a quarta vitória da turma de Victor Mayamba, que conta já com 12 pontos, os mesmos do Ferroviário da Beira, de Akil Marcelino.

Quem também saiu sorridente nesta jornada foi Dário Monteiro na sua estreia ao serviço da Liga Desportiva de Maputo. Não foi preciso muito, até porque não são somente muitos golos que dão os três pontos. Estêvão deu os três preciosos pontos diante do Incomáti de Xinavane que colocam a Liga Desportiva de Maputo na sexta posição, agora com sete pontos, enquanto os “açucareiros” deixam-se ultrapassar pelo seu adversário de sábado.

Henriques salva Satar Salvado e as “águias” em voo rasante

A jornada de retoma do Moçambola 2021 trouxe dois empates com equipas do topo a saírem em maus lençóis.

O Costa do Sol parece que ainda não “pegou” as lições do novo professor, Artur Comboio e teve que “aplacar” para evitar ser abatido pelos “militares” de Mocuba. Zero a zero acabou sendo o resultado final do jogo que o Costa do Sol dá graças a Victor, que defendeu uma grande penalidade muito contestada por Artur Faria. Seria o bode final, mas Faria deve ter levantado as mãos aos céus para agradecer por Victor ter defendido.

Continua longe o Costa do Sol na perseguição ao grupo da frente, já que conta com sete pontos, enquanto o Matchedje de Mocuba continua na cauda, agora com dois pontos.

Já este domingo, Satar Salvado teve uma estreia quase que de parar o coração. É que o Desportivo Maputo emprestou imensas dificuldades diante do Ferroviário de Nacala que tinha prometido vir a Maputo para “roubar” os três pontos. Diogo abriu o marcador a fechar a primeira parte e os “alvi-negros” tiveram que correr atrás do prejuízo.

Teve que ser Henriques a salvar Salvado aos 92 minutos a evitar uma estreia de pesadelo para o jovem técnico.

O Moçambola-2021 vai prosseguir próximo final de semana com um sensacional Costa do Sol vs Ferroviário de Maputo, jogo de loucos, com transmissão na Stv Notícias.

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos