O País – A verdade como notícia

Terrorismo e mudanças climáticas devem ser tratados com isenção, diz Nyusi

O Presidente da República, Filipe Nyusi, disse que “a liberdade de imprensa constitui um direito fundamental que permite fazer chegar ao público informações de interesse político, socioeconómico, humanitário e cultural, para manter uma determinada sociedade informada sobre os acontecimentos”.

Nyusi fez esta declaração alusiva ao “Dia Mundial da Liberdade de Imprensa”, que se assinalou hoje, 3 de Maio, sob o lema “O Jornalismo e as Liberdades Fundamentais na Era Digital”.

Ainda em conformidade com o Presidente da República, os desastres naturais, originados pelas mudanças climáticas, bem como as acções de terroristas que se registam no Norte da província de Cabo Delgado são exemplos de assuntos que devem merecer um tratamento isento de vícios, à luz do plasmado na Lei Fundamental, no que tange à liberdade de expressão e de informação.

“Uma sociedade bem informada exige dos profissionais da Comunicação Social o exercício da sua actividade com profissionalismo na transmissão de informações fiáveis, abraçando as mais modernas plataformas de informação e comunicação da era digital, que garantem a divulgação de conteúdos informativos em tempo real”, reiterou o Presidente da República, apelando aos profissionais da Comunicação Social para se empenharem cada vez mais na produção de conteúdos com qualidade, observando o respeito à privacidade e dignidade das fontes de informação.

No fim da sua mensagem, Nyusi assegurou que o seu Governo tudo fará para garantir a celeridade na aprovação dos instrumentos legais que protegem a liberdade de imprensa, recentemente depositados na Assembleia da República.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos