O País – A verdade como notícia

Sismo mata mais de 130 pessoas no Afeganistão

Mais de 130 pessoas morreram e mais de 200 ficaram feridas na sequência de um sismo no Afeganistão, que se sentiu primeiras horas da madrugada desta quarta-feira. O sismo teve magnitude 6.1 na escala de Richter, escrevem os meios de comunicação internacionais, citados pelo Observador.

Segundo o Notícias ao Minuto, o número de vítimas está ainda a ser avaliado e pode aumentar nas próximas horas, sendo esperado que várias pessoas tenham ficado presas nos escombros.

Outros meios, como a Al Jazeera, apontam já para um número de mortes superior, de pelo menos 155 vítimas mortais. E outros, como o jornal britânico The Guardian, chegam a referir a morte de 255 pessoas, citando a agência de notícias estatal do país, a Bakhtar News Agency.

Segundo a BBC, por exemplo, pelo menos 250 pessoas morreram, de acordo com uma fonte oficial local, e a agência de notícias estatal afegã, Bakhtar, dá conta de 225 mortos.

O epicentro do sismo sentiu-se a cerca de 44 quilómetros da cidade de Khost, junto à fronteira com o Paquistão, acrescenta a Reuters. A cidade tem quase um milhão de habitantes e é a maior do sudeste do país.

A Al Jazeera, por sua vez, acrescenta que a região de Paktika foi a mais afectada pelo impacto do sismo: só nesta região terão morrido perto de 100 pessoas.

O sismo terá sido sentido num raio de 500 quilómetros, em regiões do Afeganistão, Paquistão e Índia (incluindo Cabul e Islamabad, capitais dos dois primeiros países) habitadas por perto de 119 milhões de pessoas, avançou entretanto o Centro Sísmico do Mediterrâneo Europeu (ESMC), uma organização científica não-governamental.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos