O País – A verdade como notícia

Telinho: “Vou lutar para voltar a atingir boa forma”

O internacional moçambicano, Telinho, diz que somente com o cumprimento das medidas de prevenção contra o novo Coronavírus é que o futebol poderá regressar em breve. Telinho promete voltar em grande para ajudar os Mambas a se qualificarem para CAN-2021.

Foi autor de dois dos quatro golos que permitiram aos Mambas encaixar quatro pontos no grupo ”F“ de qualificação ao CAN-2021, no qual lideram conjuntamente com os Camarões.

Facturou, no dia 14 de Novembro, no Estádio Nacional do Zimpeto, na vitória dos Mambas por dois a zero diante do Ruanda, concluindo da melhor forma uma assistência magistral de Witi aos 27 minutos.

Depois, no embate da segunda jornada, fez o golo de empate (1-1) anulando, desta forma, a vantagem dos ‘tubarões azuis’ conseguida aos seis minutos, por intermédio do médio Gary Rodrigues. Este embate viria a terminar empatado a duas bolas.

Queria voltar a estar na sua zona de eleição, finalização, e fazer novamente o gostinho ao pé no duplo compromisso com os “Leões Indomáveis“ em Março último, mas o novo coronavírus desviou a bola da sua trajectória.

Um cenário que impacta nos níveis motivacionais e estado de forma do jogador da União Desportiva do Songo, segundo disse ao “O País”.

“É um pouco difícil voltar a ter a mesma forma. Estava a atravessar um bom momento de forma, um nível elevado com muitos jogos. Para voltar a atingir o mesmo nível será muito difícil. Vou ter que lutar muito”, explicou o melhor marcador da selecção nacional na fase de qualificação para o CAN-2021.

Não há futebol nos campos, não há cornetas e muito menos vuvuzelas e alegria dos adeptos pelos momentos de magia protagonizados pelos artistas da bola. A incerteza permanece sobre o regresso DA modalidade rei permanece. Mas há uma certeza quando tudo voltar à normalidade.

“Vamos lutar para voltarmos em forma para conseguirmos ultrapassar esta pandemia. Sabemos que não será fácil, mas acreditamos que com muito trabalhado, união e vontade de vencer que tem caracterizado o grupo de trabalho, podemos alcançar os nossos objectivos”, disse Telinho.

O avançado quer continuar a alegrar os adeptos moçambicanos, pelo que farei o melhor para ”marcar golos”.

Para que a bola volte a rolar nos relvados, há que elevar os níveis de responsabilidade e proteger-se no máximo. Os moçambicanos devem, apela Telinho, fazer de tudo para achatar a curva dos gráficos de novos infectados pela covid-19.

“Nós, moçambicanos, já mostramos que somos unidos. Temos esta capacidade de nos unir por uma grande causa. E, neste momento, todos somos chamados a dar o nosso contributo para conter a propagação da Covid-19”, apelou. E acrescentou: “Temos que seguir às recomendações das autoridades de saúde. Devemo-nos manter em casa, somente nos deslocarmos em caso de necessidade. Temos que proteger as nossas famílias”
Intramuros, a realização de treinos “online” e devidamente monitorados é a solução para os atletas não manterem a condição física. De resto, coma suspensão de todas actividades desportivas devido ao Estado de Emergência, o Moçambola-2020, prova que devia arrancar a 4 de Abril, foi adiado até que a pandemia seja controlada no país.

“Estes treinos ajudariam muito os jogadores. Não adianta nada estar a treinar sozinho em casa sem acompanhamento e aconselhamento dos treinadores. Há hábitos em casa que não são adequados para o futebol”, advertiu.

Enquanto isso não acontece, faz-se o básico para não se perder todo um trabalho desenvolvido na pré-temporada. ”Vamos trabalhando dentro das condições que temos. O que é certo é que para me manter em forma, vou treinando sozinho com a mesma disciplina que me caracteriza como atleta. Quero voltar em grande“.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos