O País – A verdade como notícia

Tarifa do “chapa” vai subir em Nampula

Numa cidade com mais de 3 mil mototaxistas que rasgam os bairros acidentados e enfermos de erosão, cobrando acima de 15 Meticais em média, o semi-colectivo de passageiros, conhecido por “chapa” ainda é a opção de muitos, porque pagam 10 Meticais nas rotas urbanas. Sucede que a partir de segunda-feira, 25 de Abril, o próprio “chapa” passa a cobrar 15 Meticais.

A Associação dos Transportadores Rodoviários de Nampula, ASTRA, diz que, desde Outubro do ano passado, tem dirigido cartas ao Conselho Municipal da Cidade de Nampula a pedir a aprovação por parte da Assembleia Municipal de uma nova tarifa para o transporte semi-colectivo de passageiros, assim como os táxis (de viaturas e motorizadas). Sucede que o assunto nunca foi discutido por aquele órgão com poderes para o efeito, daí que os associados decidiram aprovar tacitamente a implementação do agravamento para 15 Meticais.

“A partir do dia 25 de Abril vai começar a ser aplicado novo preço de transporte na cidade de Nampula, pelos vulgos “chapas”, táxi de viaturas e táxi de motorizadas. Portanto, o preço vai passar a ser de 15 Meticais e não 10 Meticais, por via da aprovação do Município, mas por via de aprovação tácita que o nosso direito assume como uma forma de cumprimento da lei”, explicou Zeca Alberto, vice-presidente da ASTRA.

No dia 21 de Março, os transportadores semi-colectivos de passageiros paralisaram as actividades na cidade de Nampula como forma de pressionar a aprovação do agravamento do custo do transporte urbano. Dois dias depois, o secretário do Estado na província reuniu-se com a associação dos transportadores e anunciou a criação de uma comissão mista envolvendo todas as partes interessadas. Quase um mês depois, os semi-colectivos de passageiros avançam com novos valores.

Nas ruas, os cidadãos lamentam mais um custo que vai sufocar o bolso. “Olhando para essa parte, vai ser muito complicado para os munícipes atendendo e considerando que o preço dos produtos de primeira necessidade subiu; agora é o ‘chapa’, vai ser muito complicado fazer a gestão”, lamenta Elísio Júlio, o mesmo sentimento partilhado por Regina Bulaisse “porque a vida em si nestes dias está difícil. Pedimos que o Município termine nos 10 Meticais”.

Actualmente, o transporte semi-colectivo de passageiros custa 10 Meticais na cidade de Nampula, devendo sofrer um agravamento de cinco Meticais.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos