O País – A verdade como notícia

Tamara e Leia voltam a vencer

Fotos: Kutxabanki Araski

Num duelo em que Tamara Seda entrou para o cinco inicial, tendo contabilizado seis pontos e oito ressaltos  dos quais dois ofensivos e seis defensivos em 28:13 minutos na quadra, o Kutxabanki Araski venceu, no passado dia 3 de Outubro, o Campus Promete, por 53-47, em jogo da terceira jornada da Liga Endesa (Liga Feminina de Basquetebol da Espanha).

Seda foi a terceira jogadora mais utilizada da equipa, tendo  registado 3 em 4 nos tiros de campo e uma assistência.

Já a compatriota Leia “Tanucha” Dongue contabilizou cinco pontos e quatro ressaltos em 16:35 minutos na quadra. Dongue teve um registo de 1 em 2 nos lançamentos de campo e 2 em 2 na linha de lances livres.

O bom início da equipa das moçambicanas  presagiava que o jogo ia ser confortável para o Kutxabanki Araski, mas no final teve que se aplicar para alcançar mais uma vitória. No final do primeiro quarto, o conjunto de Tamara Seda e Leia Dongue liderava com um parcial de 15-7.

O segundo quarto foi marcado pela lesão de Bojana Kovacevic, montenegrina que ficou por longo período deitada na quadra após um choque fortuito que a impediu de continuar em jogo. Apesar do susto, a extremo  conseguiu terminar a partida no banco com seus companheiros. O Campus Promete não se abalou. Pelo contrário, procurou ir buscar o resultado vencendo por um parcial de 17-9.

A norte-americana Tanaya Atkinson, em última análise a melhor da equipa do Kutxabanki Araski, esteve em destaque nesta etapa na qual contabilizava um duplo-duplo: 10 pontos e igual número de ressaltos.

O terceiro quarto começou mal tanto para o Kutxabank Araski  quanto para o Campus Promete, sendo a fraca pontuação registada nesta fase  (parcial de 11-6 a favor do Kutabanki Araski) um dos indicativos.

Os últimos dez minutos de jogo foram muito equilibrados com os dois conjuntos a revelarem-se agressivos a defender e esclarecidos ofensivamente. Tamara Seda, com quatro pontos, esteve também em bom plano.

Numa ponta final bastante equilibrada, o Kutxabanki Araski venceu por um parcial de 18-17, ganhando a partida por seis pontos: 53-47.

O Kutxabanki Araski teve um registo de 22 em 63 nos lançamentos de campo, 7 em 13 na linha de lances livres, 52 ressaltos dos quais 42 defensivos e 10 ofensivos, sete assistências e 16 perdas de bola.

A 29 de Setembro, já com a integração de Tamara Seda que disputara o “Afrobasket” onde foi considerada melhor ressaltadora, o Kutxabanki Araski venceu o Embutidos Pajariel PDM, por 50-43.

Tamara Seda contribuiu, nesta partida, com 14 pontos e cinco ressaltos em 23:42 minutos na quadra, enquanto a compatriota Leia Dongue esteve perto de arrancar um duplo-duplo com oito pontos e 12 ressaltos (dez ofensivos e dois defensivos) em 22:26 minutos na quadra. Seda foi, de resto, considerada a jogadora mais valiosa (MVP).

Na estreia, a 25 de Setembro, diante da sua antiga equipa, Leia Dongue contribuiu com 12 pontos e oito ressaltos (seis defensivos e dois ofensivos)  em 21:01 minutos na quadra, mas não evitou a derrota  do Kutxabaki Araski diante do Spar Girona, por

67-63.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos