O País – A verdade como notícia

Tailândia decreta estado de emergência para travar manifestações

O governo tailandês decretou estado de emergência, na madrugada de hoje, devido a protestos pró-democracia realizados esta quarta-feira em frente à Casa do Governo.

Milhares de manifestantes pró-democracia saíram às ruas do centro histórico de Banguecoque para exigir a demissão do governo e reformas para limitar o poder dos militares e da monarquia, sendo esta última uma questão altamente controversa no país, escreve o Notícias ao Minuto.

Os manifestantes pedem também a saída do primeiro-ministro, o general Prayut Chan-O-Cha, no poder desde um golpe em 2014, e legitimado por eleições polémicas realizadas no ano passado. Além disso, é exigida ainda uma modificação da Constituição, implementada em 2017 sob a junta e muito favorável ao exército.

O executivo tailandês declarou estado de emergência a fim de pôr término aos protestos, que começaram em Julho e que têm vindo a ganhar força, e de manter a paz e a ordem.

Na sequência da publicação das medidas, com efeito imediato, a polícia começou a dispersar centenas de manifestantes que passaram a noite em frente à sede do poder executivo e, segundo os advogados tailandeses para os direitos humanos, deteve pelo menos três dos líderes das manifestações.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos