Retoma do FMI deve reflectir-se numa maior disciplina na gestão da coisa pública

Carlos Mesquita defende que a retoma do financiamento directo do FMI ao Orçamento do Estado exigirá maior rigor e disciplina na gestão da coisa pública pelo Estado moçambicano, para que a imagem do país não volte a ser beliscada. O dirigente falava hoje, em Gaza, durante a inauguração de um sistema pioneiro de abastecimento de […]

Luísa Diogo diz que país deve partir para austeridade

Antiga Primeira-Ministra, Luísa Diogo, defende que o país deve avançar para medidas de aperto mais fortes, mas isso deve ser feito com transparência para garantir maior entendimento dos cidadãos. Depois de seis anos, Moçambique voltou, em 2022, a beneficiar-se de apoio directo ao Orçamento do Estado, vindo das instituições da Bretton Woods, o FMI e […]