Noémia de Sousa: poeta-combatente, heroína-poeta*

Digressão pelos recessos de identidade sonegada é o que encontro na poesia de Noémia de Sousa. A busca obsessiva de “uma porta de saída” nos textos da poeta é a nota que marca o compasso dos esforços pelo flanqueamento dos caminhos para a liberdade. O sentimento de angústia pelo cerceamento de direitos, seus e de […]

20 anos de Sangue negro: As memórias de Fátima Mendonça sobre Noémia de Sousa

Fátima Mendonça contribuiu para primeira edição do livro Sangue negro. Graças ao seu envolvimento, em Setembro de 2001 a obra foi lançada pela Associação dos Escritores Moçambicanos (AEMO). Além disso, a professora universitária conviveu e manteve amizade com Noémia de Sousa. Por isso mesmo, neste ano que se assinala o vigésimo aniversário de um dos […]

“A figura da Noémia torna-se importante como uma referência tutelar, não só do ponto de vista estético, mas muito particularmente, ético”

No dia 20 de Setembro de 2001, quando Noémia de Sousa completava 75 anos de vida, o livro Sangue negro foi finalmente lançado pela Associação dos Escritores Moçambicanos (AEMO), no Paços do Conselho do Município de Maputo. A “Mãe dos poetas moçambicanos”, na altura doente em Portugal, não esteve presente nessa cerimónia – ao lançamento […]