O processo de escrita*

Este é um tema complexo, uma vez que acaba sempre por nos remeter para a velha questão: Escrever para quê? Ou seja, para que serve

A literatura e a estranha imortalidade das obras

“Alguns livros são imerecidamente esquecidos, nenhum é imerecidamente lembrado”, Frederich Nietszche   “Catorze mil versos de sermões assim, quem poderia lê-los sem desmaiar de cansaço

Minha casa

Por: Eunice Moreira   – leva-me a casa, – casa ? – sim, casa. A casa que não é um espaço físico, fechado, com quatro