Faróis da Lucrécia II*

Por: Nito Ivo   Próximo ao período da troca de turnos, aí pelas seis horas e meia da manhã de um verão severo, cuja noite havia sido abominavelmente escaldante, entediante e encharcada de mosquitos assaz nervosos e insaciáveis de sangue, todos os compartimentos da esquadra policial do bairro foram gradualmente sendo inundados por uma onda […]