Ungulani entende que negação da diferença faz com que conflitos não cessem no país

Ungulani ba ka Khosa referiu-se ao grande problema imposto pela negação da diferença no encontro moderado pelo poeta Mbate Pedro, esta quinta-feira, na Cidade de Maputo.   A guerra é sempre um flagelo sobre um povo. A frase até pode parecer exacta, em termos sintáticos, porém, ao nível semântico, encerra uma carga incompreensível para quem […]

ALBINO MAGAIA, 75 ANOS 

Albino Magaia nasceu há, precisamente, 75 anos. Foi jornalista, um dos nomes estelares do nosso jornalismo. Quis ser médico. Era o seu sonho. A mãe sonhava para o filho a vida de pastor da Igreja Presbiteriana. No entanto, ele queria ter direito à palavra. Foi esse impulso que o levou ao jornalismo. Chegaria à redacção […]

Orlando Mendes (1916-1990), um mestre literário esquecido: obituário

Orlando Mendes (também Osvaldo Mossuril e Zeferino A. Nhacale), de nome Orlando Marques de Almeida Mendes, nasceu na Ilha de Moçambique, a 4 de Agosto de 1916, e morreu em 1990, em Maputo. Mendes foi um eclético escritor, tendo publicado poesia, romance, teatro, crítica literária, ensaios e infanto-juvenis. A sua imensa e diversificada produção literária, […]

Fundação Leite Couto homenageia Aníbal Aleluia

A Fundação Fernando Leite Couto vai homenagear, através de um sarau cultural online, o escritor Aníbal Aleluia. O evento está agendado para quarta-feira. Se estivesse vivo, Aníbal Aleluia completaria 100 anos de idade neste 2021. Por isso, a Fundação Fernando Leite Couto inaugura o que, segundo escreve numa nota de imprensa, poderá despoletar numa série […]

Aurélio Furdela distinguido pelo Ministério da Cultura e Turismo

Aurélio Furdela recebeu, sexta-feira, do Ministério da Cultura e Turismo, um diploma em reconhecimento do seu trabalho nos últimos anos na área literária no país. Na sessão simbólica, o escritor recebeu o diploma de reconhecimento das mãos da Ministra da Cultura e Turismo, Eldevina Materula, que, na ocasião, afirmou que a visão do Governo é […]

Mélio Tinga purifica-se com a engenharia da morte

O escritor apresenta o seu segundo livro de contos às 18 horas de quarta-feira, numa cerimónia a acompanhar pela Internet.   Em Ferramentas para desmontar a noite, livro de Japone Arijuane, uma voz diz o seguinte: “por vezes penso que sou toda a gente/ em toda a gente me sinto outro e outros” (p. 19). Coincidentemente, […]