Hanganazi Wiredu

Por: Belchior Eduardo   Para onde vais, pobre homem? Perguntou um nativo carregado de sua enxada nos ombros. ­ Vou à nossa capital Lourenço Marques. Dizem ser uma terra de realizações, uma terra onde o negócio floresce. Dizem também que é vizinha das terras de diamante de Kimberley e de minas, conseguirei realizar o meu […]

A história do “Sebastião”, o professor…

Durante aquela sessão de consumo de xikadju na residência da Eva o Valgi andou um tempinho meio ensimesmado, de boca fechada, como se algo no ambiente o confundisse e preocupasse. Parecia enfadado. Não sorvia os goles da bebida com a celeridade dos outros convivas, mas sim, gole-a-gole, a degustar a leveza e a doçura da […]

Entre Linhas do Bairro D

Por: Belchior Eduardo   Não encontro uma forma adequada de começar a contar o que aconteceu naquelas ruas. Foi tudo estranho, uma ocorrência que jaz além da compreensão de todos moradores do bairro, até do secretário e chefe do quarteirão. De longe, é muitíssimo estranho. A minha participação começou quando recebi o telefonema de um […]

Boladas de cá

Por: Ricardo Mutita   Já soava pelos ares da cidade, entre os ambulantes de gema: – Estas boladas que por aqui se fazem, um dia, vão nos cair mal. De um lado, circulam os vamos comer aonde?, que, a todo custo, têm de voltar para casa com um pedaço de pão, revendendo produtos que se […]

A vítima

Por: Francisco Raposo   O dia acabava de se revelar. E os sonhos estavam ainda frescos, depois de uma longa noite de confeição. Maigod acordou, rebolou em sua cama de ferro com molas tortas perfurantes, que lhe arranhavam a coluna durante o ronco. Espreguiçou-se e apalpou a esposa a procura das mamas. Ela estava ausente. […]

A investidura de Dirdapkov

…através deste decreto designa-se Dirdapkov para o cargo de Vice-rei e, por deferência, são-lhe incumbidas as tarefas de Rei.   Estas foram as últimas linhas do decreto que mesmo sem tencioná-lo silenciara as más-línguas que já se faziam ecoar no reino de Iemicecénia quando os boatos de uma iminente sucessão eclodiram. Bem nas imediações da […]

Aberto aos Domingos

  Para Albino Macuácua   Meu primo Germantino falou-me do novo bar, mas eu não acreditei. Era simplesmente impossível, incompreensível de todo um bar abrir apenas aos Domingos. Não no nosso bairro, «…o bairro dos bebedores inveterados», como disse um dia a caixa de um extinto jornal, aludindo ao facto de as fábricas de cerveja […]

Histórias do meu pai: a atitude perante o trabalho

Por: José Paulo Pinto Lobo   O meu pai tinha como horário de entrada numa empresa de despachantes oficiais sita no Bairro Central, as 7h,30m da manhã. Um dia, em Novembro de 2015 ou 2016, estando de férias em Maputo, combinei ir com ele ao escritório. Estava a tomar o meu matabicho quando me disse: […]

Morte na Índia

Por: Belchior Eduardo   Nas ruas ávidas de total paz e silêncio, caminham os habitantes que dela desfrutam. Apenas ouvem-se pássaros e meninos que sobrevoam e saltitam inconsequentemente. Os escombros de uma presença colonial são visíveis na zona. Importadas de Goa, cobrem-na esculturas ao estilo de abóbadas herdadas da Roma Antiga, edifícios erguidos por pedras […]