O Rosto e o Tempo, de Armando Artur*

Por: Albino Macuácua   A leitura desta antologia que sintetiza o conjunto das obras dos 35 anos de produção literária de Armando Artur devolveu-me, à primeira, às reflexões baumgartenianas. No século XVIII, Baumgarten teria fundado a ciência das sensações, ou seja, a estética, sob uma reflexão filosófica antes inexistente, com o objectivo de estudar o […]