O País – A verdade como notícia

Taça de Moçambique: Maxaquene nos quartos-de-final

O Maxaquene qualificou-se, ontem, domingo, para os quartos-de-final da Taça de Moçambique, depois de vencer a Liga Desportiva de Maputo por três a zero, jogo que decorreu no campo da Liga Desportiva, na Matola.

O momento mais efusivo da contenda verificou-se no minuto quarenta e dois, quando Tobias fez os adeptos “tricolores” saltarem de alegria ao fazer o um a zero para o Maxaquene, resultado com que se foi ao intervalo.

Quando a Liga pensava em empatar a partida, Mutongue do Maxaquene fez o sonho da Liga Desportiva ruir ao fazer o dois a zero, quando estavam transcorridos 49 minutos da partida.

Estava a ser uma tarde sim para o Maxaquene que aos 72 minutos viu Bruno fechar as contas marcando o terceiro golo da sua equipa.

Era um jogo dos quartos-de-final e a eliminar, por isso a Liga Desportiva e o Maxaquene estavam proibidos de errar.

Ambas equipas conseguiram manter as suas balizas invioladas até ao minuto quarenta, mas o Maxaquene voltou mais perigoso na segunda parte e empurrou a Liga para a sua zona defensiva.

Noutro jogo, a equipa do Costa do Sol foi a Xinavane derrotar o Incomáti local por três a zero, juntando-se desta forma ao Maxaquene nos quartos-de-final.

O Ferroviário de Maputo teve que suar as estopinhas para vencer o Chibuto por três a dois.

A partida entre os “Guerreiros de Gaza” e os “locomotivas” da capital teve de ser resolvida no prolongamento, uma vez que no tempo regulamentar as duas equipas empataram a duas bolas.

 Ainda olhando para os resultados da zona Sul, o ENH levou a melhor sobre o Vulcano de Maputo.

Ainda nos jogos da Taça, mas desta feita na zona Centro, o Ferroviário de Quelimane eliminou o Estrela Vermelha da Beira, ao conseguir vencer os alaranjados por três a dois.

O detentor do título, a União Desportiva de Songo, sofreu para eliminar o Sporting Clube da Beira, que conseguiu sair a empatar a zero ate aos 90 minutos, mas não aguentou já no prolongamento e cedeu os dois a zero.

Por seu turno, o Chingale de Tete derrotou a Universidade Pedagógica de Chimoio por 2-1.

Já na zona Norte, o Ferroviário de Nampula goleou de forma humilhante o Sporting da Mocímboa da praia por dez a zero. Foi uma verdadeira goleada a moda antiga.

O Desportivo Nacala eliminou a formação da Universidade Pedagógica de Lichinga. O jogo entre estas duas equipas foi resolvido na transformação de grandes penalidades, onde a equipa vencedora marcou três penáltis e a vencida marcou apenas dois, depois de as duas equipas terem terminado os 90 minutos do jogo empatadas a uma bola.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos