O País – A verdade como notícia

Supertaça CAF – Raja destrona Esperance e conquista Supertaça

O Raja Club Athletic do Marrocos conquistou, na noite da última sexta-feira, na capital do Catar, Doha, a Total Supertaça da Confederação Africana de Futebol (CAF), ao suplantar de forma convincente o “poderoso” Esperance de Tunis, por 2-1, levando consigo o segundo troféu na história do clube.

Aos 31 minutos da contenda, coube a equipa da Tunísia inaugurar o marcador por intermédio Abdelilah Hafidi, enquanto que o Raja chegou ao golo da igualdade, a passagem do minuto 53 por Youcef Belaili. Retomado o equilíbrio do jogo, o treinador do Esperance, Moine Chaabani fez algumas mexidas no seu xadrez, na esperança de dar a volta ao texto. Debalde. Bedr Benoun, aos 65 minutos, decidiu o jogo colocando um ponto final num desafio cheio de cumplicidades.

A vitória do Raja serviu de bóia de salvação depois de uma época que não foi coroada por êxitos por parte da equipa treinada por Patrice Carteron, ex-colega de Moine Chaabani, antigo jogador  do Esperance de Tunis e timoneiro da equipa.

Quis o destino cruzar o caminho destes técnicos depois de tê-lo feito em Novembro do ano passado, quando o técnico francês Patrice Carteron conquistou a Liga do Campeões a custa de Chaabani. Carteron, o até então treinador do Ahly, assumiu o comando do Raja no mês passado.

Esta foi a 27ª edição da Total Supertaça da Confederação Africana de Futebol, desde a sua criação em 1992. Em 19 das últimas 20 edições deste evento, os vencedores da Liga dos Campeões da CAF saíram-se vitoriosos, com a única excepção sendo o Maghreb, do Marrocos, vencendo a Supertaça da CAF de 2012 nos penáltis a expensas do Esperance. Esta foi a terceira derrota sofrida pelo actual campeão africano, a outra foi 1999 para os gigantes da Costa do Marfim ASEC Mimosas. O único triunfo desta formação foi em 1995.

O Esperance, detentor de seis títulos nas provas da CAF, fez sua quarta aparição. Eles ganharam o troféu em 1995, mas não conseguiram repetir a façanha em 1999 e 2012. Por outro lado, o Raja, que também tem o mesmo número (seis) de títulos nas competições da CAF apareceu na pela terceira vez, com registo de uma conquista conseguida em 2000.

Esta foi a primeira vez que a Supertaça é disputada fora do continente africano. O Estádio Al Gharafa contou com uma adesão massiva de adeptos que acorreram ao campo para assistir ao jogo.

 

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos