O País – A verdade como notícia

Suécia prepara pedido de adesão à NATO

A política de não-alinhamento militar da Suécia dura há mais de 200 anos, mas a guerra entre Rússia e Ucrânia provoca incertezas para o país europeu. Por isso, pretende aderir à Organização do Tratado do Atlântico Norte (NATO).

Enquanto a Finlândia apresentou o pedido formal de adesão, a Suécia ainda está a preparar o processo para seguir o mesmo caminho, pondo fim a uma tradição de neutralidade dos suecos e, em particular, do Partido Social-Democrata, actualmente no poder.

De acordo com a primeira-ministra sueca, Magdalena Andersson, citado pelo euronews, “a invasão não-provocada à Ucrânia por parte da Rússia não só é ilegal e indefensável como também mina a ordem europeia na qual a Suécia tem os alicerces da sua segurança”.

Sabe-se que, desde que iniciou a invasão da Rússia à Ucrânia, residentes da ilha sueca de Gotland, outrora desmilitarizada, preparam-se para uma eventual agressão russa e mostram-se a favor da entrada do país na NATO.

Ainda de acordo com o euronews, a NATO diz estar a favor da adesão da Finlândia e Suécia, no entanto a decisão de entrada na organização carece de aprovação e ratificação de todos os países-membros.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos