O País – A verdade como notícia

Subsídios prometidos a profissionais da saúde e militares ainda não foram pagos

O pagamento de subsídios aos militares que estão em combate nas províncias de Cabo Delgado, Sofala e Manica, bem como aos médicos na linha da frente no combate à COVID-19, prometido pelo governo, em Junho, ainda não foram pagos, segundo informa a Vice-ministra da economia e finanças, Carla Alexandra Louveira.

“A matéria dos subsídios foi devidamente anunciada e está a ser tratada, portanto, com um instrumento legal, que é a operacionalização para efeitos de pagamento”, explicou Carla Alexandra Louveira.

Esta explicação foi dada no âmbito da cerimónia de assinatura do acordo de doação de 1 milhão de dólares, desembolsado pelo reino da Suécia.

Este valor deverá apoiar populações vulneráveis de 13 distritos das províncias de Gaza e Inhambane que sofrem com os efeitos nefastos das mudanças climáticas e têm sua situação agravada pela COVID-19.

Sobre a aplicação dos valores, Louveira informa que caberá aos governos locais decidirem quais são as necessidades prioritárias dignas de se beneficiarem dos fundos.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos