O País – A verdade como notícia

Standard Bank interdito de converter moeda estrangeira

O Banco de Moçambique anunciou hoje a suspensão, preventiva e por tempo indeterminado, do Standard Bank em todas as actividades que envolvam a conversão de moeda estrangeira no mercado cambial.

Num comunicado, o Banco central informa ainda ao público que, com vista a salvaguardar os interesses dos clientes da instituição bancária, a continuidade do negócio está a ser assegurada pelos restantes bancos que operam no país, sob orientação e esclarecimento do Standard Bank Moçambique, em estreita colaboração com o Banco de Moçambique.

O regulador do sistema financeiro comunica ainda que as operações cambiais decorrem com normalidade e que o sistema financeiro, no geral, continua estável e sólido.

Esta decisão surge na sequência das constatações apuradas durante a inspecção on-site que estão a ser feitas pelo Banco Central no Standard Bank Moçambique.

O comunicado enviado no fim da tarde desta quarta-feira é antecedido por um outro enviado às instituições participantes no Mercado Cambial Interbancário há uma semana, que dava 10 dias ao Standard Bank para se explicar.

O Standard Bank foi formalmente notificado na quarta-feira, 23 de Junho, pelo Banco de Moçambique, de três processos de contravenção, contra si e dois dos seus colaboradores.

 Clientes ameaçam tirar contas-salário do Standard Bank

Trabalhadores de empresas que pagam salários em dólares estão sem seus ordenados desde o anúncio da suspensão do Standard Bank do mercado cambial interbancário. Estes contam que estão a passar por momentos complicados.

Sete dias após o anúncio da suspensão do Standard Bank do mercado cambial interbancário, o “O País” ouviu, nesta quarta-feira, trabalhadores que recebem salários em dólares, que dizem estar com contas apertadas devido à situação.

“Depois de termos salário no dia 24, no dia 25 já não era possível movimentar. Tivemos que nos dirigir ao banco e o mesmo dizia que não era permitido levantar em dólar, não era permitido fazer uma alteração para poder levantar em metical. Estamos numa situação em que o banco não oferece alternativas para ter o nosso salário”, conta um dos clientes do banco.

Ainda devido à suspensão do Standard Bank, os clientes que recebem em moeda estrangeira dizem estar a sofrer pressão, porque têm muitas contas a pagar.

“O impacto está a ser devastador, porque temos contas por pagar quando chega o final do mês e algumas dessas contas implicam pagamento de juros e ficamos numa situação insustentável”.

O agravante é que estes dizem não estar a receber informações do Standard Bank sobre os caminhos a seguir para minimizar o problema.

Caso a situação continue, estes ameaçam falar com os seus patronatos de modo a transferirem suas contas bancárias para outros bancos não suspensos.

Entretanto, a Associação Moçambicana de Bancos diz que isso poderá comprometer, de alguma forma, os timings que tinham sido previstos. Langa, Secretário-geral da Associação Moçambicana de Bancos, explicou que, ainda assim, há muitos processos por se tratarem, apesar de o Banco de Moçambique obrigar a que o Standard Bank facilite todo o processo através de fornecimento de informações.

Antes disso, cada cliente poderá ter como escolher em qual dos bancos quererá fazer as operações e ao Standard caberá facilitar tudo para não prejudicar os clientes.

E porque a situação afecta, também, os clientes moçambicanos que estejam a realizar transacções no estrangeiro através de uma conta Standard Bank, Langa acredita que “será feita uma manobra para não prejudicar os clientes”.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos